Bolsa de fogos para vítimas de violência doméstica

Recentemente o Município de Lisboa aderiu ao Protocolo de Colaboração celebrado, a 29 de Agosto de 2012, entre a Secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade e a Associação Nacional de Municípios Portugueses, que tem como objetivo instituir uma relação de cooperação e sensibilização dos municípios no apoio do processo de autonomização das vítimas Violência Doméstica no momento de saída das casas abrigo.

Neste sentido, o Município de Lisboa, aprovou em Reunião de Câmara de 14 de Novembro de 2012, a Proposta nº 763/2012 relativa à criação de uma bolsa de habitações sociais a atribuir às vítimas de violência doméstica, traduzindo reconhecimento das necessidades, dificuldades e fragilidades de ordem social e económica com que estas se deparam nomeadamente, na procura de habitação condigna e a valores reduzidos, que de alguma forma contribua para a sua segurança e dos seus filhos, e para um melhor retorno à vida em comunidade, alicerçando assim a sua autonomização e reintegração social.