*
29-01-2015

A Câmara Municipal de Lisboa vai implementar um projeto piloto de Vida Independente com a duração de dois anos.
Está aberto até ao dia 3 de Fevereiro 2015 um período de auscultação da Comunidade de Pessoas com Deficiência para recolher opiniões e sugestões sobre as orientações básicas deste projeto piloto.
Essas orientações estão no documento “Bases para um Projeto Piloto de Vida Independente” (que pode consultar abaixo). Ler mais

*

O Serviço de Teleassistência destina-se a contribuir para a manutenção da autonomia dos seniores e das pessoas com deficiência ou incapacidade, no seu domicílio, com dignidade e segurança, proporcionando uma resposta imediata em situações de urgência/emergência ou derivadas destas, 24 horas por dia, 7 dias por semana, bem como o apoio na solidão a todos aqueles que se encontrem em situação de vulnerabilidade ou dependência (física ou psicológica). Ler mais

O Programa Casa Aberta resulta de protocolos de cooperação estabelecidos entre a CML e duas Instituições Particulares de Solidariedade Social com reconhecida experiência de trabalho na área da deficiência: a Fundação Liga e a Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa.

Ler mais

Ao longo de 2011 a GEBALIS implementou inúmeras soluções, quer no interior de fogos municipais, quer nos espaços exteriores dos bairros para resolução de problemas de acessibilidades das pessoas com mobilidade condicionada. Um trabalho no âmbito do Projecto LIFE. Ler mais

*

O SIM-PD surge através do protocolo de cooperação entre o Instituto Nacional de Reabilitação e a Câmara Municipal de Lisboa, assinado a 3 de Dezembro de 2010.

Ler mais

O Programa Local de Habitação propôs a criação de um programa municipal de financiamento, intitulado Programa de Acupunctura Urbana , dirigido às Juntas de Freguesia , para intervenção em pequenas obras , com vista a garantir mínimos de conforto sanitário, acessibilidade de idosos e deficientes, conforto térmico e eficiência energética . Ler mais

*

Este serviço tem como principal objectivo a promoção do emprego de pessoas com deficiência residentes na cidade de Lisboa, com inscrição activa no respectivo centro de emprego.
Resulta de um protocolo entre a Câmara Municipal de Lisboa, o Instituto de Emprego e Formação Profissional e a atual Fundação LIGA. Ler mais