Plano de Continguência para a População de Rua Perante as Ondas de Frio

Quando os valores diários de temperatura mínima se apresentam inferiores ou iguais a 3º C, ao longo de dois ou mais dias consecutivos, a CML aciona o Plano de Contingência para a população de rua perante ondas de frio.

Este Plano tem por objetivo garantir que, em situação de onda de frio, se promova o estado de prontidão dos serviços da CML e entidades externas.

Nesta circunstância vigora em permanência um trabalho junto da população de rua, com vista a sinalizar situações críticas e possíveis encaminhamentos institucionais. Em simultâneo, é disponibilizado um espaço de apoio à emergência, onde são efetuadas triagens das situações, diagnóstico das necessidades, mobilização das respostas imediatas, orientações para os serviços e a sinalização aos serviços para apoio de continuidade.

Neste Plano, estão envolvidos, as seguintes entidades:

  • CML - Departamento de Proteção Civil;
  • CML - Departamento de Desenvolvimento Social;
  • CML - Policia Municipal;
  • CML - Regimento de Sapadores Bombeiros;
  • Cruz Vermelha Portuguesa;
  • Instituto Português do Mar e da Atmosfera;
  • Metropolitano de Lisboa;
  • Equipas de Rua;
  • Centros de Alojamento.

O período de vigência do Plano decorre entre 1 de Novembro e 31 de Março, encontrando-se o mesmo ativado automaticamente durante este período, em alerta azul.