Introdução

A cidade de Lisboa sofreu durante as últimas décadas uma profunda alteração da sua estrutura demográfica, evidenciando um forte envelhecimento na base e no topo da pirâmide etária. Os pontos críticos resultantes desta tendência são: o elevado grau de envelhecimento da população, em especial a progressão das pessoas com mais de 75 anos, a exposição à pobreza e as assimetrias de qualidade do habitat, com particular impacto na autonomia das pessoas que avançam na idade.

Neste contexto, emergem grandes preocupações para o governo da cidade para os próximos anos: adaptação da cidade ao envelhecimento da população residente; promoção da participação das pessoas idosas nas decisões que lhes dizem respeito; aumento da oferta quantitativa e qualitativa dos serviços e das ações adequadas às suas necessidades e às suas expectativas de viver mais anos com qualidade.

Nesse sentido, foi desenvolvido o Plano Gerontológico Municipal (2009-2013), que através de uma visão integrada do processo de envelhecimento, visa promover o envelhecimento Ativo e Saudável dos seniores da cidade, implementando projetos e ações nesta área. Pressupõe que sejam ativados e/ou reforçados os mecanismos de participação social, para uma cidadania plena, implicando o direito a um envelhecimento ativo, com vista a uma plena inserção dos seniores, nomeadamente de pessoas com 55 ou mais anos.

No âmbito do Plano Gerontológico Municipal, o Departamento de Desenvolvimento Social desenvolveu em articulação com outros serviços e entidades, os seguintes Programas/Ações:

  • Programas desenvolvidos pelas Juntas de Freguesia

Programa Praia Campo Sénior e Programa Envelhecimento Ativo e Saudável

  • Programas dirigidos à população idosa isolada ou vulnerável

Operação S.Ó.S.

Serviço de Teleassistência

Programa Municipal Ajuda Lisboa

  • Programa de voluntariado

Voluntariado Sénior