Rede Europeia de Cidades Saudáveis.

A Rede Europeia de Cidades Saudáveis é constituída por 1200 cidades e vilas de mais de 30 países europeus que assumiram o compromisso de promover a saúde e o desenvolvimento sustentável. A nomeação de cada cidade para a integração na rede passa por um processo de candidatura que envolve a resposta a um conjunto de critérios de designação e de elegibilidade definidos pela OMS.

A rede funciona por fases com a duração de 5 anos, cada uma com a definição de temas prioritários, uma declaração política de princípios e um série de objectivos estratégicos.

Actualmente, a fase V (2009-2013) tem como tema a Saúde e a Equidade em todas as políticas locais. A ênfase da fase V é dirigida para três áreas prioritárias de acção: Ambiente de Protecção e Suporte, Estilo de Vida Saudável e Planeamento Urbano Saudável. A fase V é sustentada pela Declaração de Zagreb para as Cidades Sustentáveis na Europa, assinada em Abril de 2009, a qual representa o compromisso político dos líderes das cidades europeias na acção sobre a saúde, a equidade, o desenvolvimento sustentável e a justiça social.

A Rede Europeia integra as Redes Nacionais de Cidades Saudáveis, as quais representam a estrutura base do movimento na Europa. As redes nacionais são a fonte de experiência e conhecimento na área da saúde, a estrutura de apoio político, estratégico e técnico para todos os seus membros e a plataforma dinâmica para políticas de saúde pública, a nível nacional e internacional.

Documentos
Documento em formato application/pdf Declaração de Zagreb para as Cidades Sustentáveis69 Kb