Forum Municipal da Interculturalidade - FMINT

O Fórum Municipal da Interculturalidade constitui um espaço de debate, reflexão e estudo, por forma a aumentar o conhecimento, a partilha e a qualificação das práticas dos atores socais relevantes para a promoção do diálogo em torno da imigração, diversidade e interculturalidade, garantindo a participação das diferentes comunidades presentes no concelho de Lisboa.

As linhas orientadoras que dão corpo e forma ao FMINT foram definidas e estruturadas no âmbito do Conselho Municipal para a Interculturalidade e a Cidadania - CMIC.

Desde 2009 foram promovidos três Fóruns designados:

  • Promoção do Diálogo Intercultural – Experiências Educativas que teve como objetivo promover um momento de partilha de experiência e projetos levados a cabo pelas associações;
  • Lisboa e a Destituição dos Direitos dos Migrantes – Um Desafio para Todos cujo principal objetivo foi estimular o debate entre os atores sociais relevantes, na promoção e concertação de estratégias que visem ultrapassar os problemas de destituição na cidade de Lisboa;
  • Diálogos da Interculturalidade , integrado no Programa do Fórum da Rede Social, em Dezembro de 2012 e que se dividiu em 3 debates em formato de mesa redonda com os seguintes temas “Direitos Humanos em tempos de crise: Inclusão, participação cidadã e democracia participativa”; “Transformar a crise em oportunidade: A inclusão da interculturalidade nas linhas orientadoras da missão Lisboa/Europa 2020” e “O contributo da comunidade imigrante: Empreendedorismo e atividades económicas”.

Em 2014 foi promovido mais um Fórum Municipal da Interculturalidade, no Fórum Lisboa, com o tema "Migrações, Territórios e Exclusão”. Para além do ciclo de debates em torno de três temáticas principais “Eleições europeias e as políticas migratórias e de inclusão das minorias étnicas”, "Fronteiras, territórios e exclusão: do dilema suíço passando por Lampedusa e outras fronteiras externas da EU” e "Cidadania imigrante, participação política e os perigos dos populismos/nacionalismos na Europa”, também foi dinamizada uma feira gastronómica, assim como concertos e outras atividades culturais ao longo de todo o dia.