*
18 Maio, das 14h30 às 19h30
Abertura da Casa dos Direitos Sociais
18-05-2016 CH
Rua Ferreira de Castro, s/n, Bairro da Flamenga - Marvila

PROGRAMA DE ABERTURA
Inauguração da Casa dos Direitos Sociais

14h30
Filme de animação “Patinhos”
O universo imaginário não tem limites e, Rui Cardoso, ainda hoje encara melhor o mundo quando o fantasia. Poucos são os que conhecem o artista pelo seu nome, mas se falarmos no personagem por si criado, para a televisão, revistas, livros… são poucos os que não o conhecem o autor e realizador do filme “o Patinho” exibido pela RTP no final dos anos 90 e que era então o sinal obrigatório para a hora de ir dormir. Os mais pequeninos iam a correr para ver “o Patinho” na televisão, os pais e avós acompanhavam-nos e se fosse dia de visitas também estas assistiam à cena. Vamos ver “o Patinho”?

15h00
TransHumâncias
Performance site specific de Dora Vicente e Antónia Alves com música de Pedro de Faro. Duas performers contam uma história sobre Marvila, os seus bairros e habitantes, ao som da guitarra portuguesa.

Painel de Retratos
O Núcleo de Fotografia da GRIOT - Associação Cultural convida-@ a tirar um retrato para integrar num painel que vai ficar permanentemente na Casa dos Direitos Sociais.

Xipane-Pane
Grupo de dança composto por Catarina Panguana e Otávio Chamba, que exploram os ritmos de Moçambique nas suas maiores representações tradicionais. Assim vamos assistir a demonstrações de Marrabenta, género que tem o seu nome associado à palavra portuguesa “rebentar” e o Xibugo, dança guerreira que representa a resistência colonial do país, sobretudo na região sul.

Fábio Bonez
Bailarino Krump Popping urbano, Street Art e Ballet.

17h00
Punkarma
Banda punk-rock nascida em Alvalade durante um ensaio de “osso ruído”. Eram os improvisos de originais, de um projecto há muito sonhado, de Rafael Matos na guitarra solo (14 anos), João Roque na bateria (11 anos), Xavier Lousada no baixo e voz (15 anos) e mais tarde, para complementar a banda, juntou-se o Tiago Ribas na guitarra ritmo (15 anos). Com influências dos Tara Perdida, Censurados, Peste & Sida, Dalai Lume, Fonzie, Blink 182, Bad Religion entre outros, têm como lema “o Karma do Punk é ser uma arma”, pois é um dos seus objetivos continuar o legado do punk rock nacional.

Projecto Com Voz
É um coro sénior cujo repertório é o Pop/Rock português. Está activo desde Outubro de 2013 e conta com a participação gratuita de 35 pessoas maiores de 60 anos. É dirigido pelo maestro Pedro D’Orey e promete espectáculos imperdíveis.
Filme “Tempestades” - Ensaio de um Ensaio
Ensaio documentário sobre um texto que trespassa vidas e vidas que trespassam um texto, realizado por ULI DECKER e co-produzido pelo Teatro Griot / Ulises Films. O filme estreou-se no InShadow - Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias, em Novembro de 2015.

Em 2015 o Teatro GRIOT, uma companhia de teatro sediada em Lisboa, cujos actores são maioritariamente afro-europeus, começou a ensaiar "A Tempestade" de William Shakespeare com o encenador Bruno Bravo numa pequena vila costeira. Partindo dos primeiros ensaios, o filme explora a ligação entre o texto de Shakespeare e a biografia dos actores. Entre a peça e a paisagem, o filme traz à tona tópicos como memórias, casa, emigração, colonialismo. Um mosaico complexo de múltiplas vozes.

Apoios: Governo de Portugal/Dgartes, C. M. Sesimbra, Cine-Teatro João Mota, Etic_, C. M. Lisboa, Polo Cultural Gaivotas Boavista, Underground Railroad Lisboa

18h00
Casa Conveniente “Mónica Calle”

Espectáculo de dança pela zona não vigiada, dirigido por Mónica Calle, com nove actrizes em palco