Arraial Pride - Festa do Direito à Diferença
27-06-2015 CML/CH
Agenda dos direitos humanos em Junho encerrou com o 19º Arraial Pride

A 19ª edição do Arraial Pride decorreu no Terreiro do Paço, no dia 27 de junho, trazendo à emblemática praça lisboeta muitos milhares de pessoas. Em clima festivo, o arraial foi uma grande manifestação de diversidade, onde, uma vez mais, foi reafirmado o direito à diferença, legalmente consagrado mas ainda mal tolerado por alguns setores sociais alicerçados em preconceitos e atitudes discriminatórias - que não honram a já tradicional abertura e tolerância da generalidade dos lisboetas e o apego ao respeito pelos direitos civis pela cidade de Lisboa.

No momento de abertura, Isabel Fiadeiro Advirta e Paulo Pamplona Côrte-Real, dirigentes da associação ILGA - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero, deram as boas vindas aos lisboetas que, independentemente da orientação sexual, aqui acorreram para a celebração festiva do direito à diferença. Presente na ocasião, a vereadora do pelouro da Cultura, Catarina Vaz Pinto, saudou a iniciativa, recordando o papel pioneiro de Lisboa na defesa cívica da causa LGBT pelos direitos humanos, recordando o caráter de Lisboa enquanto "cidade de acolhimento e de tolerância".

Depois de uma inaugural atuação do coro da ILGA, o arraial prosseguiu em ambiente de festa e colorida diversidade, como é timbre habitual neste evento. Algumas dezenas de stands de organizações cívicas, lado a lado com os de estabelecimentos de restauração e bebidas da cidade, conhecidos pela sua abertura às diferentes comunidades, assinalavam o propósito da festa: respeito pelos direitos individuais e de grupo, inclusão e convivência fraterna.
Lisboa é todas as vozes, uma encruzilhada de formas de expressão, onde a igualdade tem de existir para todas as pessoas. E no mês das suas festas, a cidade mobilizou as mais diversas entidades para pôr na agenda os Direitos Humanos, numa série de iniciativas que amanhã terminam com o Arraial Pride. Porque a celebração tem sempre espaço para pensar e discutir assuntos que são de todos.
No âmbito do Plano de Acção dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, e numa colaboração com a EGEAC, entre outras organizações, o mês de Junho começou com o Fórum Municipal de Interculturalidade. Este trouxe até São Paulo todo os mundos que se juntam na cidade, com música, gastronomia, mas também para debater e tomar posição sobre como se pode ajudar a integrar melhor quem procura Lisboa para trabalhar ou viver. Matéria fundamental para o Plano de integração dos Imigrantes na altura apresentado pelo vereador João Afonso.
Logo a seguir veio a 8ª edição da Festa da Diversidade, dias 6 e 7, iniciativa organizada pelo Movimento SOS Racismo em parceria com a autarquia. Esta mostra envolveu diferentes organizações da sociedade civil com trabalho de relevo na luta contra a discriminação.
Já no passado fim de semana, dia 21, teve lugar a Marcha do Orgulho LGBTI, também reunindo diversas organizações nesta iniciativa comum. E amanhã tem lugar o 19ª Arraial Pride, para voltar a pôr no Terreiro do Paço uma série de questões e de problemáticas, mesmo num ambiente de celebração. Para isso vão falar no local, às 19h00, responsáveis da ILGA Portugal, que organiza a iniciativa com o apoio da CML, e os vereadores João Afonso, do Pelouro dos Direitos Sociais, e Catarina Vaz Pinto, da Cultura.