Festa das famílias e da solidariedade
28-06-2015 CML/CH

No dia seguinte à “mostra de produtos e sabores nacionais” que levou milhares de pessoas ao Parque Eduardo VII, no coração de Lisboa, para a “festa das famílias”, o dia de domingo começou com uma ação solidária que distribuiu mais de 5 000 kg de alimentos a famílias carenciadas de Lisboa.

A “festa que dura há sete anos”, como relembrou Sá Fernandes, encheu de alegria e boa disposição um dos mais nobres espaços verdes de Lisboa.
A cidade “está na moda por boas razões”, considerou o vereador da Estrutura Verde, Ambiente e Energia da Câmara de Lisboa. Para Sá Fernandes, “Lisboa serve para celebrar, para as pessoas se aproveitarem dos nossos jardins”.
Milhares de famílias experimentaram, neste dia 28 de junho, um dia diferente, de festa, que se misturava com a “recriação de explorações hortícolas, frutícolas e pecuárias”.
Canteiros com hortelã, segurelha, manjericão roxo, óregão, hortelã ananás, tomilho limão, poejo, hortelã da ribeira, com um sistema de rega automática em permanência, eram aproveitados pelos visitantes para enganar o calor. Num sábado que aproximou Lisboa dos 40 graus, as sombras dos jardins laterais do Parque, iam também servindo de abrigo para os piqueniques das famílias.
Os mais afoitos resistiam ao calor abrasador, e iam marcando lugar na fila da frente para o grande final de festa com o inevitável Tony Carreira, já uma “tradição” nesta festa.
Missão solidária ajuda famílias de Lisboa
Num esforço conjunto, a Câmara Municipal de Lisboa e o Modelo Continente, através da Missão Continente, distribuíram este domingo no Parque de Monsanto, cinco toneladas de produtos hortícolas e frutícolas a famílias carenciadas de Lisboa.
Estes produtos frescos provêm da festa de ontem, que se completa agora com a distribuição de cabazes, com os melhores produtos nacionais.
Vinte e sete instituições particulares de solidariedade social canalizam estes produtos para a população. Mais de 2 500 pessoas vão ser contempladas com esta ação solidária.
E a palavra do dia era mesmo solidariedade. Apesar do forte calor que se fazia sentir na capital, o calor humano superou tudo e todos. Sá Fernandes e João Afonso, vereador dos Direitos Sociais, estiveram lado a lado com voluntários do Banco de Voluntariado de Lisboa e técnicos da autarquia, carregando os produtos para as carrinhas das entidades e freguesias de Lisboa que vão doar estes produtos.
Para Sá Fernandes, esta ação de solidariedade - que se realiza pelo quinto ano consecutivo -, “só demonstra que é através destas ações que a cidade se pode tornar mais solidária e fraterna”.
João Afonso, enaltecendo a iniciativa, referiu que “esta manifestação de ajuda, aos mais necessitados, faz jus e vem ao encontro de Lisboa ser, este ano, Capital Europeia do Voluntariado”.