*
*
*
*
Reunião de preparação Rede de Desenvolvimento Local
19-01-2015 CH/CML

Mais de 300 pessoas, representantes de associações locais, juntas de freguesia, coletividades, associações de moradores e universidades, reuniram-se durante toda a manhã de 17 de janeiro no Fórum Lisboa para prepararem a criação de uma rede que coordene a apresentação de projetos de desenvolvimento local aos financiamentos do novo quadro comunitário Europa 2020. Veja aqui o video

A vereadora da Habitação Paula Marques dirigiu o encontro, que contou também com a participação do vereador dos Direitos Sociais, João Afonso. A reunião foi convocada pela autarquia e permitiu nomear uma Comissão Instaladora que vai durante as próximas duas semanas preparar a constituição de uma rede para o Desenvolvimento Local de Base Comunitária.
Trata-se de uma plataforma que congregará as diversas forças vivas da cidade, permitindo a partilha de experiências e a junção de esforços para a apresentação dos projetos ao financiamento do quadro comunitário inserido na Estratégia Europa 2020, nas áreas como a inclusão, o combate à pobreza, o emprego e a educação.

Pensamento global, ação local
Para Paula Marques foi gratificante ter na sala da Assembleia Municipal de Lisboa um conjunto tão diversificado de organizações e de pessoas a reflectir coletivamente para uma intervenção mais eficaz. Trata-se de “pensamento global e ação local e territorial”, afirma, frisando que cada organização mantém a sua estratégia de intervenção. O que se procura é pensar em conjunto a junção das várias estratégias e operacionalizar melhor as candidaturas.
A vereadora explicou ainda que as autarquias não podem ser maioritárias na candidatura a estes financiamentos, pelo que a câmara assume neste processo um papel aglutinador e facilitador. “Aqui quem tem voz são as organizações de base local”, disse.
Da reunião, muito participada, saiu uma comissão instaladora que irá nas próximas duas semanas preparar o modelo e uma proposta de estatutos da plataforma a criar, que depois apoiará a elaboração das Estratégias de Desenvolvimento Local (EDL) a apresentar. O princípio básico que preside ao funcionamento desta rede consiste na articulação e na partilha de recursos e experiências, pois cada organização tem total autonomia para a elaboração e apresentação dos seus projetos específicos, clarificou ainda a vereadora em resposta a várias duvidas levantadas no encontro.
Renata Lajas e Rui Franco, técnicos municipais do pelouro da Habitação apresentaram no início da reunião a estratégia Europa 2020 e explicaram o eixo Desenvolvimento Local de Base Comunitária. Rui Franco lembrou particularmente o trabalho já desenvolvido no âmbito dos Bairros de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP), afirmando que esta candidatura e as potencialidades de intervenção que oferece aprofunda o trabalho que tem vindo a ser realizado nesta área.
Participaram na reunião representantes de organizações e entidades como juntas de freguesia, Confederação Portuguesa das Coletividades, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Aga Khan, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, associações de moradores, universidades e outras.