*
*
*
Câmara e Santa Casa lançam Programa Mitra
10-09-2014 CH com CML

O "Programa Mitra" foi apresentado, dia 10 de setembro, no espaço da freguesia do Beato onde desde 2011 está instalado o Centro de Apoio Social de Lisboa (o antigo Albergue da Mendicidade - Mitra), com a presença de Pedro Santana Lopes, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), Pedro Mota Soares, ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, e João Afonso, vereador dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa.
Veja o video aqui ou clique para

Com a intervenção, apoiada pela Câmara Municipal de Lisboa, que transfere para a gestão da SCML terrenos e equipamentos, até agora sob a sua gestão, o Programa Mitra vai apoiar mais de 500 pessoas em projetos de inclusão social. O envolvimento da CML neste projecto dá assim tradução prática a uma das prioridades definidas no eixo “Lisboa Inclusiva” do Programa de Governo da Cidade de Lisboa: O combate à pobreza e à desigualdade. Na cerimónia de apresentação do programa, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Pedro Santana Lopes deu conta do "investimento inicial de 5 milhões de euros", que pretende dar uma nova vida ao local, "conhecido por abrigar indigentes", que "aqui ficaram esquecidos".
A renovação passa por "abrir à comunidade", um espaço que "será de todos e para todos", salientou o provedor. A este propósito, Santana Lopes enalteceu o trabalho da autarquia de Lisboa na recente recuperação dos mercados de Campo de Ourique e da Ribeira, salientando a importância de devolver à cidade estes espaços nobres.
Realçando a aposta da Câmara Municipal de Lisboa na "qualificação da cidade", o vereador João Afonso sublinhou que este trabalho "só pode ser feito com a ajuda de todos". E acrescentou: "Há uma disponibilidade mútua para trabalhar em prol da cidade", adiantou, manifestando a sua convicção de que no futuro "a Mitra deverá ser um local onde seja aprazível estar".
Em 2006, a Câmara Municipal de Lisboa, a Santa Casa de Misericórdia de Lisboa e o Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa assinaram um Protocolo de Colaboração visando a colaboração regular e permanente entre as três entidades para implementação da Rede Social de Lisboa.
Mota Soares, ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, referiu a "enorme capacidade de inovação" deste programa, que contou com o apoio da Câmara de Lisboa, "um projeto extraordinário do ponto de vista social". Um projeto, no seu entendimento, "importante numa altura tão difícil" para o país, que sai valorizado pelo apoio da autarquia, "um fator indispensável de sucesso" concluiu.
O espaço do Programa Mitra estará aberto 24 horas por dia e incluirá um restaurante, residências, acolhimento de Emergência, lavandaria, uma Quinta (vocacionada para a produção hortícola e que empregará utentes), um centro psico-geriátrico, entre vários outros projetos com uma matriz de inovação e de inclusão social, destinados a ajudar um universo de mais de 500 pessoas.